» Agenda Maio. 08 «

30 Seconds To Mars
3 de Maio, Pavilhão Atlântico
Adriana Calcanhoto
19 e 20 de Maio, Coliseu dos Recreios
24 de Maio, Torres Vedras
29 e 30 de Maio, Coliseu do Porto
31 de Maio, Guimarães
Bebel Gilberto
12 de Maio, Casa da Música
13 de Maio, Aula Magna
Bobby McFerrin
12 de Maio, Coliseu dos Recreios
13 de Maio, Casa da Música
Cat Power
26 de Maio, Coliseu dos Recreios
28 de Maio, Coliseu do Porto
Einstürzende Neubauten
3 de Maio, Casa da Música
4 de Maio, Aula Magna
Joe Cocker
21 de Maio, Pavilhão Municipal de Gaia
Nouvelle Vague
16 de Maio, Açores
The National
11 de Maio, Aula Magna

»Ver mais agenda AQUI

Posts recentes

“Beirut” no Festival Músi...

Uma hora de punk cigano p...

Sines sempre em boa onda

A tripe circulatória do d...

Sines descobre a gema do ...

“Músicas do Mundo” chega ...

Músicas do Mundo durante ...

Sines prepara-se para enc...

Robbie Shakespeare não ac...

Músicas do Mundo: Festiva...

subscrever feeds

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

“Beirut” no Festival Músicas do Mundo

O músico norte-americano Zach Condon, conhecido pelo projecto "Beirut", é o primeiro nome confirmado no cartaz do Festival de Músicas do Mundo de Sines, agendado para 17 a 26 de Julho.
"Beirut" foi um dos projectos de pop e folk independente mais falados dos últimos meses de 2007, altura em que Zach Condon editou o segundo álbum, "The Flying Club Cup".
A fazer 10 anos, este é considerado um dos mais importantes festivais portugueses de "world music".
publicado por JN às 13:27

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

Uma hora de punk cigano para partir a casa toda

Eugene Hütz é um ucraniano lingrinhas e com pinta de carpinteiro de Valongo. É ele quem lidera uma das bandas do momento. Fixe este nome - Gogol Bordello - e faça um favor a si próprio: não os perca em Paredes de Coura, já no dia 14 de Agosto.
Na noite de anteontem, a banda passou pelo festival de Sines e partiu a casa toda. O interior do Castelo nunca tivera uma assistência tão numerosa e chegava a ser difícil circular no interior das muralhas.

Veja AQUI a notícia completa, publicada na edição impressa do JN desta segunda-feira

publicado por JN às 00:09

link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Julho de 2007

Sines sempre em boa onda

Rachid Taha - Direitos Reservados

Prossegue a boa onda no Festival de Sines, o certame que se destaca de todos os outros pela simplicidade e bom-senso no tratamento do público. Aqui ninguém complica.
A começar pelos seguranças, por exemplo. Se nos outros festivais proliferam seguranças com pinta de halterofilistas e tendência para embirrar com a malta, aqui, em Sines, pautam-se por uma postura mais discreta e educada.
Diz-se que o brasileiro Hamilton de Holanda é “o maior bandolinista do mundo”. Se tal não for verdade, é provável que ande lá perto. A abrir a noite de sexta-feira, o músico fez-se acompanhar por banda competente na qual se destacou a presença da harmónica e um baterista vagamente semelhante a um cruzamento de Paulo Gonzo com Frank Black, dos Pixies.
Veja AQUI a notícia completa, publicada na edição impressa do JN deste domingo.

publicado por JN às 19:23

link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Julho de 2007

A tripe circulatória do deserto

Já aqui o dissemos mas não será mau repetir: o Festival Músicas do Mundo em Sines é um dos principais acontecimentos culturais do ano. Proliferam boas e novas propostas musicais cuja descoberta se nos depara enriquecedora. É um festival barato: 10 euros por noite nos concertos do Castelo ou espectáculos grátis num outro palco junto à praia.
Ler AQUI artigo publicado na edição impressa do JN deste sábado

publicado por JN às 00:01

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Julho de 2007

Sines descobre a gema do Mali Oumou Sangaré


Por estes dias, Sines é o destino certo para quem procure boa música e hedonismo debaixo de um sol reluzente. A nona edição do festival Músicas do Mundo assegura actuações diárias até às primeiras horas de domingo com uma vasta gama de sonoridades de várias latitudes e longitudes. É exactamente isso que faz com que a cidade alentejana esteja invadida por forasteiros - na ordem dos 20 mil, sem números oficiais.
Ler AQUI artigo publicado na edição impressa do JN desta sexta-feira

publicado por JN às 00:24

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

“Músicas do Mundo” chega ao castelo

É esta noite que o Festival Músicas do Mundo chega ao Castelo de Sines, um dos três palcos do evento, tal como a Avenida da Praia e a praia de Porto Covo.
O maior percussionista do mundo, o indiano Trilok Gurtu, é o primeiro a subir ao palco, às 21:30. Depois é a vez dos Bellowhead, considerados a maior revelação da folk britânica no século XXI, e a maliana Oumou Sangaré.
publicado por JN às 13:21

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

Músicas do Mundo durante nove dias

O Festival Músicas do Mundo arranca hoje com números expressivos: nove dias de evento, três palcos em Sines, 217 artistas dos cinco continentes num total de 32 concertos. A organização prevê a participação de 50 mil espectadores.

A abrir o evento, na aldeia de Porto Covo, sobe ao palco uma formação portuguesa, os Galandum Galundaina, com música de raiz tradicional mirandesa, rimances, danças de roda e ilhaços (instrumentais sobre os quais dançam os pauliteiros que os acompanham), a cargo de instrumentos como as gaitas-de-foles mirandesa e galega, o bombo e as flautas.

publicado por JN às 00:05

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Julho de 2007

Sines prepara-se para encher no maior festival de sempre

Mesmo sem as gigantescas máquinas de marketing dos patrocinadores dos grandes certames de música, o Festival Músicas do Mundo, em Sines, prepara-se para iniciar a sua nona edição após quase uma década a acumular êxito. A partir de sexta-feira e até dia 28, Porto Covo e Sines receberão 33 concertos de alguma da melhor música que se faz nos cinco continentes. É o programa mais extenso de sempre do maior festival português dedicado às variantes da "world music".
Ler AQUI artigo publicado na edição impressa do JN desta quarta-feira

publicado por JN às 00:23

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Julho de 2007

Robbie Shakespeare não actua em Sines

O baixista jamaicano Robbie Shakespeare não irá actuar no Festival Músicas do Mundo, em Sines, como previsto, devido a um acidente sofrido no final de Junho e do qual ainda não recuperou.
Segundo a organização do festival, mantém-se a actuação de Bitty McLean, dia 26 de Julho, às 02:30, na Avenida da Praia, mas na companhia de uma outra banda: a francesa The Homegrown Band.
publicado por JN às 15:28

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Músicas do Mundo: Festival de Sines espera 50 mil

O Festival Músicas do Mundo (FMM), a  realizar em Sines de 20 a 28 de Julho, já apresentou a sua programação. O certame, que ano após ano se afirma como um dos mais importante acontecimentos culturais do país, apresentará este ano 32 concertos e  conta com 39 convidados, oriundos de 29 países, dos cinco continentes, anunciaram os promotores.
Trata-se da primeira vez que o FMM, considerado o maior festival de  músicas do mundo do país, reúne na mesma edição artistas e grupos da Europa,  Ásia, África, Oceânia e América, disse Carlos Seixas, director criativo  e de produção do festival.
"O festival, este ano na nona edição, impõe-se pela sua qualidade e  pelo género. É um festival abrangente e universalista, que assenta na qualidade  e na diversidade", destacou o presidente da Câmara Municipal de Sines, Manuel  Coelho.
Entre os artistas convidados este ano contam-se Gogol Bordello (EUA/Ucrânia), Mahmoud Ahmed (Etiópia) ou K'Naan (Somália). O cartaz do FMM 2007 destaca ainda Bellowhead, o mais importante grupo  da folk britânica do século XXI, Rachid Taha, uma das maiores figuras da  música com raízes no Magrebe, e o croata Darko Rundek. De Portugal, Sines recebe os Galandum Galundaina, Rão Kyao e Lula Pena. O Mali, Níger, França, Arménia, Rússia, Hungria, Noruega, Índia, Itália,  Congo, Japão, Canadá, Alemanha, Jamaica, Nova Zelândia, Austrália, Brasil,  Argélia, Suíça e Chile são outros dos países representados no certame.
Recorde-se que no ano passado, o festival recebeu cerca de 50 mil espectadores, número que espera repetir na nova edição. A fasquia do programa voltou a subir este ano, com 32 concertos agendados  (cerca de um terço dos 91 já realizados ao longo de oito edições do FMM)  e 39 artistas convidados, provenientes de 29 países.Também o orçamento sofre um crescimento, de 500 mil euros, em 2006,  para 750 mil euros, em 2007.

 

 

Veja aqui o cartaz completo de actuações.
publicado por JN às 11:58

link do post | comentar | favorito

Vídeos


Chris Jagger

Tags

todas as tags