» Agenda Maio. 08 «

30 Seconds To Mars
3 de Maio, Pavilhão Atlântico
Adriana Calcanhoto
19 e 20 de Maio, Coliseu dos Recreios
24 de Maio, Torres Vedras
29 e 30 de Maio, Coliseu do Porto
31 de Maio, Guimarães
Bebel Gilberto
12 de Maio, Casa da Música
13 de Maio, Aula Magna
Bobby McFerrin
12 de Maio, Coliseu dos Recreios
13 de Maio, Casa da Música
Cat Power
26 de Maio, Coliseu dos Recreios
28 de Maio, Coliseu do Porto
Einstürzende Neubauten
3 de Maio, Casa da Música
4 de Maio, Aula Magna
Joe Cocker
21 de Maio, Pavilhão Municipal de Gaia
Nouvelle Vague
16 de Maio, Açores
The National
11 de Maio, Aula Magna

»Ver mais agenda AQUI

Posts recentes

Madonna regressa a Lisboa...

Winehouse, a grande dúvid...

Douro Blues de Gaia prete...

Sons da América do Sul pa...

Talento de improvisador e...

Sisters of Mercy e Tricky...

Plateia pouco se importou...

Todos os caminhos iam ter...

Joe Cocker em Gaia

Editors actuam em Paredes...

Celso Fonseca ao vivo

Calcanhotto inicia digres...

Bryan Ferry deixou água n...

Douro Blues com Chris Jag...

Uma casa portuguesa com n...

Voz prodigiosa não signif...

Quatro dias de Douro Blue...

Serralves em Festa regres...

Redemoinhos sensoriais

Ouvir canções de amor por...

Sonoridades suecas para o...

Carmo Rebelo de Andrade n...

Mariza actua hoje junto à...

Testar os limites

O regresso esperado da di...

Djavan regressa em Junho ...

Mão Morta fecham capítulo...

30 Seconds To Mars hoje e...

Emoção no tributo de Jaso...

Festival Optimus Alive 08...

Reininho e os clássicos h...

Joe Satriani regressa aos...

Jason Moran homenageia Mo...

A idade não lhe fica nada...

Goldfrapp vem ao festival...

25 de Abril cheio de músi...

Jean Michel Jarre e a tri...

Metal nórdico invade vila...

Daqui para a eternidade

Joe Cocker volta para con...

Sean Kingston e Gentleman...

Easy Star All-Stars em Li...

Edson Cordeiro na Casa da...

O regresso do grande senh...

Pop sinfónica com resulta...

Gilberto acústico luminos...

Macy Gray e Shout Out Lou...

GNR no Atlântico com mais...

Sons da Fala, Clã e David...

Magnetic Fields apresenta...

subscrever feeds

Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

Troca de acusações entre Câmara e Portoeventos

A organização do festival de Vilar de Mouros considerou “falsas” as afirmações da presidente da Câmara de Caminha, Júlia Paula, relativamente a apoios fornecidos pela autarquia igual ao das edições anteriores. “As afirmações da presidente são falsas. Ainda não recebemos ofício nenhum. Continuamos a não receber resposta da câmara às nossas cartas”, disse Filipe Guimarães, da Portoeventos. Júlia Paula, contactada pela agência Lusa, também refutou qualquer responsabilidade da Câmara de Caminha no cancelamento do festival e atribuiu as culpas à empresa organizadora, que acusou de “erros de gestão” e “dívidas acumuladas”.
A autarca adiantou que a câmara enviou, a 8 de Junho, um ofício à organização do festival onde discriminava todo o apoio logístico que propunha atribuir ao festival, “exactamente igual” ao dos anos anteriores e avaliado entre 60 e 70 mil euros.
Filipe Guimarães disse que a Portoeventos ainda não recebeu qualquer ofício ou outro documento escrito da Câmara de Caminha, sublinhando que a última carta enviada pela empresa à autarquia “tinha como ‘deadline’ 4 de Maio”.
O responsável da Portoeventos acrescentou que Júlia Paula não recebe a empresa “desde 2004”. Houve apenas uma reunião "inconclusiva" em Janeiro de 2007, em que a presidente da Câmara se fez representar pelo vereador da Cultura.
A presidente da Câmara garantiu, mais tarde, que vai processar o responsável da Portoeventos, por este ter afirmado que a autarquia tem dívidas por pagar relacionadas com o evento.
publicado por JN às 18:01

link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De JoãoSousa a 14 de Junho de 2007 às 20:41
A culpa é da camara CERTAMENTE :D
Agora deixando de Brincadeiras, é uma vergonha acabar com uma tradição portuguesa assim, sem mais nem menos... Mas enfim, é Portugal!!!
De perfidus a 14 de Junho de 2007 às 23:54
Já de há muito se sabia que o festival ia pela água abaixo.
A Junta entendeu-se com aqueles gajos lá do Porto, especialistas de festinhas de paróquia, pelo que o resultado não podia ser outro. Devem a Deus e ao diabo, venderam parte dos direitos do festival a não se sabe quem, sacaram o dinheiro que puderam e agora a culpa é da Câmara!
E parece que deram a volta ao presidente da JUnta da Freguesia para ficarem com a organização do festival para o ano!
Vale uma aposta em como vão aparecer os mesmos com outro nome? É que neste país a vigarece multiplica-se assim...

Comentar post

Vídeos


Chris Jagger

Tags

todas as tags